Eu moro com Tourette desde que era adolescente, e não, não é apenas palavrões involuntários - é como é realmente viver com uma condição incompreendida (e ridicularizada)