É por isso que é hora de abandonarmos índices de saúde como IMC e ABSI para sempre e, em vez disso, priorizarmos ouvir mais nossos corpos