Por que caminhar pode ser a maneira mais fácil (e econômica) de cuidar de sua saúde mental